Translate

Pesquise Aqui

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Poema - Tempo Chuvoso - Bruna Sokoloski Przybysz



Tempo Chuvoso

Lá fora, abriga a escuridão

Raios e trovoadas

São o sol da noite

E relâmpagos são o crepúsculo

Na casa é quase igual

Uma senhora tricota à  meia luz

Conversando ao telefone

Ou assistindo TV

No escritório o pai

Trabalha no computador

Atolado em papéis e documentos

Desfruta da tempestade

No primeiro quarto um senhor

Dorme um sono profundo

Sonha com os acontecimentos

Da sua juventude

No segundo quarto a irmã

Mais velha estudando para a prova

Quando termina entra na internet

Para a sua diversão



No terceiro quarto a irmã

Mais nova chora sem parar

Chuva choro de nuvem

Luz, choro do sol

A mãe  acalma uma

Coloca outra para dormir

Apoia o marido no trabalho

Olha o Senhor discretamente

Conversa com a senhora

E depois  deita e dorme

Na noite seguinte é tudo igual

A tempestade? Essa pode mudar!

E o céu pode aparecer

Bordado de estrelas!

Bruna Sokoloski  Przybysz

Nenhum comentário:

Postar um comentário